Tratamento para próstata benigna

A HPB, Hiperplasia prostática benigna, também chamada de próstata aumentada, é caracterizada pelo crescimento da próstata causado pela ação do hormônio masculino, que se chama testosterona.

O aumento é considerado benigno, então, não é considerado câncer!

Essa condição é considerada muito comum, visto que acontece com cerca de 50% dos homens com idade superior aos 50 anos de idade.

Já nos homens com mais de 90 anos de idade, o índice chega a ser de 90%.

Em um homem com a próstata de tamanho normal, o peso dessa glândula é de cerca de 20g. No entanto, o crescimento pode ser de até 4g por década naqueles indivíduos que apresentam a próstata benigna.

Para quem não sabe, a próstata fica logo abaixo da bexiga, na primeira parte da uretra, envolvendo-a.

É por isso que, quando temos um quadro de próstata aumentada, pode haver a compressão da uretra, o que dificulta a passagem da urina. Essa urina que fica retida pode favorecer o aparecimento de condições infecciosas e também cálculos renais.

Causas da próstata benigna

Até o momento, não se conhece quais são as causas da próstata benigna. No entanto, o que se acredita é que existem diversos fatores que contribuem para o surgimento desse problema, tais como o histórico familiar, a idade, níveis elevados de testosterona e alterações genéticas, entre outros.

Como prevenir o aumento da próstata

Essa é uma condição que está intimamente ligada com a idade do homem. No entanto, alguns estudos mostram que ela pode também estar relacionada com questões nutricionais.

Dessa forma, o consumo de gorduras saturadas, por exemplo, bem como de zinco, pode levar a um aumento nas chances do surgimento dessa condição.

Já o consumo de frutas possui o efeito contrário, ajudando a reduzir os riscos de aumento da próstata, o uso do suplemento Renova Prost também é positivo.

Além disso, altos níveis de PSA, obesidade, problemas cardiovasculares e diabetes também podem ser fatores prejudiciais.

Tratamento da próstata benigna

O tratamento tem como principais objetivos o alívio dos sintomas e a correção das complicações já causadas.

Dessa forma, ele pode ser um tratamento clínico mesmo ou cirúrgico, sendo que somente o médico é que pode determinar a melhor forma de abordagem depois de analisar cada caso individualmente.

Essa é uma decisão que vai levar em consideração a idade do paciente, suas condições clínicas, o tamanho da próstata, os danos que foram causados ao trato urinário, a presença de complicações, a gravidade dos sintomas e outros.

Portanto, não espere para procurar ajuda. Quanto antes o problema for diagnosticado, mais simples será o tratamento!