15/09/2020

Receitas caseiras para tratar queda de cabelo

Muitos fatores podem influenciar diretamente, ou indiretamente, a saúde dos fios. E se você anda sofrendo coma queda de cabelo, não deixe de ler esse artigo.

Embora a perda ou enfraquecimento dos fios seja uma condição natural da idade, isso pode acontecer por diferentes fatores, principalmente, hormonais.

Mas, não podemos esquecer a alimentação, estresse, doenças autoimunes, tabagismo, depressão ou até genética.

Por isso, é tão importante, assim que perceber que os fios estão caindo mais do que o normal, consultar um especialista para que ele possa investigar as causas e poder definir o melhor tratamento para o seu caso.

Mas, de uma forma geral, a queda é bem simples de tratar, até mesmo com algumas receitas caseiras.

Tipos de tratamento para queda de cabelo

Vale ressaltar que é preciso tratar a causa da queda e não, exatamente, a queda, por isso, é fundamental procurar um médico. A não ser que a queda esteja incomodando, mas não seja nada anormal.

No caso da queda de cabelo não ser por problemas de saúde, preparamos abaixo as receitas caseiras mais indicadas para tratar você mesma!

Existe produtos naturais que ajuda combater a queda de cabelo, e o capimax hair funciona muito bem para amenizar a queda e fortalecer os fios.

Óleo essencial de alecrim e hortelã

Não é de hoje que os óleos essenciais são usados para tratar queda de cabelo,  e isso porque suas combinações naturais fortalecem e nutrem, ajudando a deixar os fios mais saudáveis.

E mais, essa receita de alecrim e hortelã é rica em antioxidantes, ajudando a combater os radicais livres (aqueles responsáveis pela perda capilar), estimulando o couro cabeludo, por isso, fortalecendo os fios.

E mais, o óleo de hortelã também ajuda a reduzir a oleosidade do cabelo, deixando-o mais solto e bonito.

Receita:

  • 1 colher de sopa de óleo vegetal;
  • 3 gotas de óleo de hortelã;
  • 3 gotas de óleo de alecrim.

Misture todos os ingredientes e aplique no couro cabeludo, massageando com movimentos leves. Deixe o produto agir por uma hora. Depois, lave o cabelo como de costume.

Vinagre de maçã e óleo essencial de sálvia

O vinagre de maçã possui muitos benefícios, dentre eles o de tratar a queda de cabelo. E mais, sua composição ajuda a regular o PH capilar, reduzindo a caspa e deixando os cabelos mais fortes. É rico em aminoácidos, minerais, vitaminas e ácidos orgânicos, que também reduzem o frizz.

Receita:

  • 300 ml de água filtrada;
  • 2 colheres de sopa de vinagre de maçã;
  • 3 gotas de óleo essencial de Sálvia.

Misture todos os ingredientes. Durante o banho, após lavar o cabelo como de costume, borrife a mistura sobre os cabelos, massageando bem. Enxague em seguida.

Máscara fortalecedora de abacate

Essa mistura, rica em nutrientes e vitaminas, juntamente com a gordura boa contida no abacate, garante cabelos saudáveis e fortes.

Receita:

  • ½ abacate;
  • 4 gotas de óleo essencial de alecrim;
  • 4 gotas de óleo essencial de hortelã;
  • 1 gema de ovo;
  • 1 tampinha de Bepantol;
  • 1 colher de extrato de aloe vera (ou óleo da própria babosa);
  • 1 colher de sopa de óleo vegetal.

Em um liquidificador, ou mixer, bata o abacate e a gema de ovo. Depois, misture os demais ingredientes, mexendo com uma colher ou espátula. Aplique no couro cabeludo, deixando agir por 30 minutos (use uma touca para garantir que o produto não escorra). Depois, lave normalmente. Repita o tratamento, pelo menos, uma vez por semana. Quando notar que o cabelo já está mais forte, já pode reduzir o tratamento para uma vez ao mês.

 

03/02/2020

Como recuperar cabelos danificados?

Provavelmente, se chegou até aqui deve estar a procura de formas de recuperar seus cabelos danificados, não é mesmo? Anime-se! Pois, embora pareça o fim do mundo, nem tudo está perdido! Confira abaixo nossas dicas.

Você não é a primeira, e com certeza não é a última a sofrer com fios danificados, pois por mais que saibamos que alguns hábitos, técnicas ou tinturas maltratem nossos fios, sempre temos a esperança de não acontecer com a gente, não é mesmo?

Então, o maior erro é dizer que alguns hábitos técnicas ou tinturas são proibidos…na verdade, é preciso apenas se precaver, tomar alguns cuidados para que isso tudo não acabe danificando nossos cabelos.

E é isso que queremos agora, mostrar para você que é possível continuar fazendo o que gosta, mas com os devidos cuidados, quer saber quais? Anote aí:

Deixe o cabelo respirar

Você é do tipo que não vive sem secador, e usa várias vezes por semana, seja para secar o cabelo ou para fazer escova?

O secador usado frequentemente resseca os fios, o vento quente fragiliza a fibra capilar, que acaba ficando porosa e ressecada com o tempo.

Então, a dica é aproveitar a moda dos cabelos naturais e deixar o cabelo respirar um pouco, pelo menos, de vez em quando.

Dê um tempo na Chapinha e Babyliss

A mesma coisa dita anteriormente sobre o secador, serve para essas duas ferramentas, que usadas em excesso podem causar danos ao cabelo.

A proximidade da chapa quentes de metal com o cabelo para fixar a textura acaba deixando os fios ressecados, porosos e enfraquecidos.

E mais, caso já estejam danificados, os fios podem até se quebrar com o calor.

Por isso, diminua o uso dessas ferramentas.

Invista em um Protetor térmico

Quando não der para abrir mão do secador ou chapinha, então, nesse caso, invista em um protetor térmico, que irá criar uma camada protetora ao redor do fio, diminuindo a ação do calor sobre a fibra capilar, dessa forma, evitando os danos provocados pelo aparelho.

Aposte em tratamentos

Se percebeu que seus cabelos estão opacos, sem vida, após algum procedimento, então, eles estão danificados. Nesse caso, vá até um salão de sua confiança é consulte um profissional sobre o tratamento mais indicado para o seu caso, lembrando que para cada química, procedimento, existe um tipo de tratamento específico.

Invista em produtos certos para o seu tipo de cabelo

É fundamental começar o mais rápido possível um tratamento assim que perceber que seus fios estão danificados. Mas, é fundamental que sejam usados produtos desenvolvidos especialmente para essa finalidade, como o maravilhoso HAIRPOWER para que ele comece a se recuperar o quanto antes.

Visite regularmente o salão de beleza

Não basta cuidar dos cabelos em casa, é fundamental, também, procurar visitar o salão de beleza regularmente para tratar seus fios com um profissional, principalmente, se costuma submetê-los à química.

Cabelos danificados necessitam de cuidados especiais, de nutrientes certos, para recuperar gradualmente a saúde e a vitalidade, e um profissional é que vai saber indicar o melhor produto, ou tratamento para cada caso.

Corte as pontas duplas

E não dá para falar de cuidados sem falar em um bom corte, pois além de fazer os tratamentos adequados e usar os melhores produtos para reparar a saúde dos cabelos, é fundamental visitar o cabeleireiro, pelo menos uma vez a cada três meses, para aparar as pontas duplas.

E é isso, claro que sempre existe a opção de radicalizar quando se percebe que os fios estão danificados, cortando toda a parte danificada, embora, mesmo assim, os tratamentos serão indispensáveis.

No mais, é saber que sempre há um jeito e que dá, sim, para se sentir linda, com chapinha, babyliss, cabelos coloridos, descoloridos, ou naturais, desde que tomando os devidos cuidados.

13/01/2020

Confira quatro complicações das varizes

Suas varizes andam lhe tirando o sono? Quer saber se as varizes podem se complicar?Então, confira abaixo tudo isso e muito mais coisas sobre as varizes.

Dor, inchaço, sensação de peso, dormência… são só alguns dos muitos sintomas causados pelas varizes, que são veias tortuosas, dilatadas e que perderam a sua principal função, de facilitar o fluxo sanguíneo.

As varizes, na verdade, muito além de apenas causarem danos estéticos, elas prejudicam a circulação, por isso, devem ser tratadas, evitando possíveis complicações.

Na verdade, as principais complicações das varizes surgem, justamente, pela falta da devida atenção à doença.

Por isso, é fundamental que, ao menor indício dos sintomas mais comuns, que são dor, inchaço, sensação de peso e cansaço nas pernas, o paciente procure o mais rapidamente possível a ajuda de um médico para avaliar o caso e indicar o melhor tratamento, mas o Varigold Funciona muito bem para quem sofrendo com as dores causadas pelas varizes, caso você não tem condições de comprar o varigold, recomendo que veja as dicas

Infelizmente, as pessoas se preocupam mais com o lado estético, e acham que escondendo o problema por baixo de uma roupa já resolvem tudo.

Na verdade, ao ignorar o problema e não procurar o tratamento adequado, a saúde pode ser colocada em risco, dando chance para possíveis complicações das varizes, como:

  1. Insuficiência venosa crônica

É mais comum surgir em mulheres com idade mais avançada, geralmente, relacionada  ao número de gestações, obesidade e histórico familiar.

Alguns dos principais sintomas observados nessa condição são dores, coceira, formigamento, queimação, fadiga, cãibras musculares, inchaço e sensação de peso.

  1. Úlceras venosas

As úlceras venosas são feridas abertas que exigem cuidado especializado, causam muita dor e são muito difíceis de curar, e surgem, geralmente, como consequência do agravamento da insuficiência venosa crônica.

Quem sofre com o problema, deve continuar cuidando e acompanhando após o tratamento, para evitar que as úlceras retornem.

  1. Tromboflebite superficial

Em alguns casos pode se desenvolver nas veias das pernas e coxas um ‘trombo’, um coágulo sanguíneo, que entope a passagem do sangue. que é quando acontece a trombose.

Embora não sejam tão comuns, pode acontecer de um pequeno coágulo se desprender e correr pela circulação até chegar ao pulmão, causando a Embolia Pulmonar, cujos sintomas são dor no peito, tosse, cansaço, falta inesperada de ar e, em casos mais graves, levar à óbito.

  1. Dermatite ocre

Dermatite ocre é quando o sangue acumulado nas veias extravasa, manchando a pele das pernas com uma coloração acastanhada, semelhante à ferrugem, daí o nome dermatite ocre.

Essa cor é devido à presença de ferro nos glóbulos vermelhos, que se rompem, liberando hemoglobina e alterando a coloração da pele da região.